O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) retomou hoje (6) o julgamento do pedido da cassação da chapa Dilma-Temer. Na ação, o PSDB pede a cassação da chapa que disputou e venceu as eleições presidenciais de 2014, alegando que há irregularidades na prestação de contas.  O partido aponta ainda abuso de poder político e econômico na disputa eleitoral.

Foram marcadas também sessões para amanhã (7), a partir das 9h, e quinta-feira (8), às 9h e às 19h.

De acordo com o TSE, no primeiro dia de julgamento, serão examinadas as preliminares, apresentadas pelas defesas de Dilma e Temer sobre a viabilidade do processo. Se as preliminares forem derrubadas no plenário do tribunal, o julgamento pode avançar sobre o mérito da ação.

Depois disso, será feita a leitura do relatório do ministro Herman Benjamin.

Após a leitura, as partes do processo se manifestam por meio dos advogados, durante 15 minutos. O Ministério Público Eleitoral (MPE) falará após os advogados se manifestarem.

Somente após manifestação das partes, começa a leitura dos votos, com a posição de cada um dos sete ministros, pela condenação ou absolvição da chapa.

 

<iframe width=”854″ height=”480″ src=”https://www.youtube.com/embed/qghxcZ2hh_A” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>