Luiz Antonio Villas-Bôas Corrêa (Rio de Janeiro, 2 de dezembro de 1923-Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 2016) é um símbolo do jornalismo brasileiro. Até sua morte, nesta quinta-feira 15, no Rio, era o mais antigo analista político em atividade no Brasil. Começou em 1948 e atualmente assinava uma coluna no Jornal do Brasil.

Nascido no bairro da Tijuca, no Rio, formou-se em Direito pela Faculdade Nacional de Direito, da antiga Universidade do Brasil, em 1947. Casado com Regina Maria de Sá Corrêa, é pai de Marcos Sá Corrêa, também jornalista, e Marcelo Sá Corrêa, professor.

Iniciou sua atividade jornalística, sempre na área política, em 27 de outubro de 1948, no jornal “A Notícia”. Trabalhou também no “Diário de Notícias”, na Rádio Nacional e em diversas emissoras de televisão, notadamente na Rede Manchete, na qual atuou como comentarista político desde 1991 até o fechamento da emissora de Adolfo Bloch. Durante 23 anos, trabalhou na sucursal do Rio do jornal O Estado de S. Paulo, inicialmente como chefe da seção política e, mais tarde, como diretor da sucursal.

Fundador de O Dia, trabalhou nesse jornal até aposentar-se, em 1988. Retornou ao Jornal do Brasil, em 1999, como editor de política.

Entre outros livros, escreveu Conversa com a Memória – A História de Meio Século de Jornalismo Público (Ed. Objetiva), onde narra as lembranças de mais de meio século como repórter político, e Casos da Fazenda do Retiro, livro de reminiscências da juventude.